quinta-feira, 16 de agosto de 2012

COMO FAZER MAPA DE RISCO.


COMO FAZER MAPA DE RISCO:


Carangola, Mário Lúcio de S. Gomes TST, Fiscal Sanitário, RTM-ST. Carangola


Hoje veremos como fazer Mapa de Riscos e como sempre, veremos passo a passo. 

Vou mostrar da forma que faço, logicamente existem mil maneiras de fazer. Quem quiser apresentar seu jeito de fazer, poderá usar o campo de comentários para se expressar.

Colocando a mão na massa
O primeiro passo é ter o Layout da empresa, não tem o layout da empresa? Então use a imaginação e o poder da observação, observe esses que fiz abaixo
mapa, risco, CIPA
mapa, risco, CIPA, SESMT
Layout
Neles só usei a criatividade, o poder da observação a caneta e uma prancheta. Se gostou desses é só acreditar no seu potencial e fazer o seu.
Se não tiver o Layout da empresa, pegue uma prancheta e caneta e comece a desenhar o local analisado. Não tenha pressa, normalmente volto várias vezes ao local, refaço o desenho várias vezes, tanto no papel quanto no computador, até que fique o mais idêntico a realidade o possível.

Programa
Depois do assunto Layout resolvido, é só escolher o programa para fazer o Mapa de Riscos, a infinidade de programas existentes te permite escolher o que mais lhe agrada. O primeiro Mapa de Risco acima fiz com o Paint o segundo com o Microsoft Visio Viewer, gostei mais de fazer no Visio. Tem pessoas que conseguem fazer até com o Microsoft Word, outros que fazem no Power PointCorel Draw, enfim, o programa é o de menos, o mais importante é fazer passo a passo, sem pressa ou correria, certo!
Com o Layout da empresa pronto (seja ele a mão ou o do projeto) e o programa escolhido, é hora de colocar tudo na Tela.
Depois de colocar o Layout da empresa no programa de computador é hora de adicionar os riscos inerentes ao local analisado.

Avaliação dos Riscos
Então chegamos à seguinte questão como analisar os riscos no ambiente de trabalho para colocá-lo no Mapa de Risco?
Resposta: A avaliação dos riscos para elaboração do Mapa de Risco é qualitativa, ou seja, não envolve medições!Então quando for elaborar seu Mapa de Risco faça uma reunião com a CIPA e pergunte a ela quais são os riscos que ela percebe no ambiente que está analisando, quem sabe assim terá uma surpresa com algum risco que ainda não tenha percebido!
Lembre-se do item 5.16 da NR 5, a CIPA é também responsável pela elaboração do Mapa de Risco, delegar algum trabalho a ela é fundamental. Na dúvida clique no link a seguir e baixe o Questionário auxiliar para elaboração do Mapa de Risco.
Acrescente os riscos de acordo com o Grupo de Riscos e Cores Correspondentes.
cores, riscos, correspondentes, grupos
Círculos
A intensidade dos riscos no ambiente de trabalho é mostrada por círculosSe o risco é grande o círculo deve ser grande, se o risco for médio o círculo será médio, se o risco for pequeno o círculo será pequeno.
O tamanho do círculo que usar na legenda do Mapa de Riscos deverá ser o mesmo usado no layout, e para não ficar com tamanhos diferentes, faça os três círculos somente uma vez, logo no início (Grande, Médio, Pequeno) e depois sempre acrescente o círculo de tamanho correspondente copiando e colando, fazendo assim o tamanho sempre será o mesmo e não terá como errar nisso.
círculos, Mapa, riscos, CIPA, segurança, trabalho
Se o local analisado tiver muitos riscos você poderá colocar os riscos dentro do círculo e fazer tipo pizza. Se o local analisado for grande você poderá usar também setas, indicando os locais para os determinados riscos.
Mapa, Risco, SESMT, CIPA, SIPAT
Fazendo assim evitará encher o local de círculos, e ficará um Mapa de Risco eficiente e menos “poluído


Saúde e segurança do trabalhador  carangola mg
visat_carangola@hotmail.com.br
MARIO TST  - Fiscal sanitário VISAT   -  RTM -ST 







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário